What is going on at Tandem?

  • Santiago de Chile skyline

Bem-vindos ao Chile

Artigo de Alexandra Polič

O Chile é especial, de uma maneira maravilhosamente charmosa. É muito fácil se apaixonar por este país e pelo seu povo. É por isso que decidi ficar em Santiago depois de oito meses viajando. Mas mesmo depois de quase um ano na América do Sul, ainda há algumas coisas que me surpreendem ou me irritam aqui no Chile. Aqui vão algumas delas:

Há uma versão chilena de quase qualquer palavra

Mesmo se você fala apenas algumas palavras de espanhol, você logo perceberá uma das maiores surpresas aqui, a língua. Os chilenos podem falar oficialmente o espanhol, mas o que você vai ouvir nas ruas é o “chileno”. Até mesmo falantes nativos lutam para compreender as palavras que formam uma frase entre “Como estai?” (A versão chilena de “¿Cómo estás?”: “Como você está?”), “Weon” (pode significar praticamente qualquer coisa, mas vamos com algo como “mate” por enquanto) e “cachai?” (“Você me entende?”).

Então, sim, vai lhe custar um esforço para entender os chilenos, mas também é absolutamente factível, se você se cercar de nativos e esforçar-se na língua deles. Pessoalmente, eu diria que me acostumei a isso dentro de algumas semanas. A boa notícia é: provavelmente não fica pior do que isso. A melhor notícia é: normalmente, eles têm muita paciência quando se trata de ensinar suas expressões mais comuns, o que me leva ao próximo ponto.

As pessoas consideram você um membro da família em uma semana

É claro que você nunca pode falar de um país inteiro e de cada pessoa, mas pela minha experiência, os chilenos são “muy buena onda” como diriam aqui. Literalmente, isso significa que eles enviam boas vibrações e praticamente as criam. As pessoas chilenas ou sul-americanas têm uma maneira de nos receber dificilmente vista na Europa. Dentro de alguns dias, eles convidarão você para suas casas, apresentarão seus amigos mais próximos e o ajudarão com qualquer problema possível. Não importa se é para ir ao médico, ligar para o escritório de imigração porque você não entende nada no telefone ou deixar você na próxima sala de tatuagem; eles estão lá para ajudar você a se locomover. E uma vez que tudo esteja resolvido, também há muito para ver aqui.

O abacate acompanha qualquer coisa

Se você quiser fazer as coisas do jeito chileno, não deixe de experimentar a “palta” (abacate). Parece ser uma lei não escrita aqui que palta combina com tudo. Não importa se é café da manhã, almoço, jantar ou a comida nacional “completo” (tipo de cachorro-quente) há palta dentro e sobre ele, mas eu tenho que admitir que também é delicioso. Santiago tem muitos mercados onde você pode comprar comida local realmente barata e incrível.

O sistema de filas é diferente

Se acontecer de você ir buscar sua comida em uma padaria, por exemplo, você logo perceberá que o sistema de filas é um pouco confuso. Há uma fila para pedir sua comida, outra para pagar por ela e uma última para finalmente receber o que você pediu na primeira e pagou na segunda. Nas farmácias ou nos balcões de carnes, por outro lado, você pega um número para esperar a sua vez.

As montanhas estão tão perto como as praias

For me as an Austrian, it is honestly still confusing to see palm trees and the Cordillera at the same time when Para ser sincera, para mim como austríaca ainda é confuso ver palmeiras e a Cordilheira ao mesmo tempo em que estou nas ruas de Santiago. Se você prefere estar à beira-mar, perfeito! Valparaíso e Vina del Mar são muito e você pode chegar lá através de transportes públicos em duas horas. E isso é apenas uma pequena parte da diversidade do Chile. O deserto do Atacama, no norte do Chile, tem o mais belo céu noturno para ver e no sul, a Patagônia, com suas incríveis paisagens e natureza, também é um dos destinos mais populares para visitar.

Apesar de que você possa facilmente ir lá de avião, você também pode provar a versão mais chilena (ou viajante) e pegar um ônibus. Geralmente é barato e você logo se acostumará a 14 horas de viagem de ônibus, mas lembrando que você precisará de uma grande bolsa de comida para este tipo de viagens.

Tem alguém tentando lhe vender alguma coisa em cada esquina

Depois que você tenha experimentado o sistema de filas e se acostuma com ele, ainda há outra coisa. Passeando, você verá muitas pessoas vendendo coisas nas ruas ou no metrô. Mesmo que seja oficialmente ilegal fazer isso, os vendedores vão literalmente gritar por sua atenção. Neste país, honestamente parece que eles têm que fazer tudo com paixão e se você tiver muita sorte, os vendedores ambulantes estarão pelo menos acompanhados por um bom músico. Porque em algumas estações de metrô existem vários artistas e às vezes até mesmo bandas inteiras tocando todo tipo de gêneros ao vivo.

O tempo é relativo

Então, imagine que você estava distraído com todas aquelas impressões na estação de metrô que você esqueceu completamente o tempo. Então você corre para o seu encontro de café e tudo mais, só para descobrir que seu amigo chileno ainda não chegou lá. Eu não estou tentando dizer que os chilenos não são pontuais, mas se você, por exemplo, convidar alguém para jantar no sábado à noite, lembre-se de calcular uma hora extra, simplesmente porque tudo aqui começa tarde. Mas atenção: isso não é válido nem para seus compromissos de negócios nem para suas aulas de espanhol: elas começam a tempo.

2018-11-13T09:13:51+00:002018-09-17|Categorias: Escolas de espanhol|Tags: , , , , , , |Comentários desativados em Bem-vindos ao Chile